NOTÍCIAS

Notícias

Deputado Federal Paulo Freire Costa quer crime de pedofilia enquadrado na categoria de crimes hediondos

Medida necessária ao enfrentamento da criminalidade que atingem a infância do nosso País e, consequentemente, de toda a sociedade.

__________________________________________________________________________________________________

 

Por Assessoria de Imprensa

18/05/2018 15h36

 O dia 18 de maio é lembrado como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. Por essa razão, em 2015, o deputado federal Paulo Freire Costa apresentou na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 1776 que inclui no rol de Crimes Hediondos os Crimes de Pedofilia. Levantamento do IPEA mostra que 70% dos estupros as vítimas são crianças e adolescentes.

 

A adoção de tratamento criminal mais rígido a determinadas condutas, consubstancia-se Política Criminal que visa prevenir condutas socialmente reprovadas, demonstrando que o crime não compensa, pois ao seu responsável será inevitavelmente imposta uma pena dura. Trata-se, portanto, de uma medida necessária ao enfrentamento da criminalidade que atingem a infância do nosso País e, consequentemente, de toda a sociedade. Vamos juntos abraçar essa causa e virar essa triste página da história de nossa sociedade.

 

Para o deputado Paulo Freire Costa, estar engajado nessa campanha “FAÇA BONITO – PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES” é uma demonstração de coerência, afinal, o dia 18 de maio, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

 

A intenção dessa Campanha do dia 18 de maio, intitulada, Faça Bonito é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, conclui o deputado.O símbolo da campanha, uma flor amarela, surgiu durante a mobilização do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes de 2009, porém, o que era para ser apenas uma campanha, em 2010 se tornou um símbolo. Por lembrar desenhos da primeira infância e também associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança, o desenho cria maior proximidade da sociedade à identificação da causa. A ideia é tornar esse símbolo oficial e tão conhecido como o da Aids e o do câncer de mama. Mas para isso é necessário divulgação, esclarecem seus criadores.

 

Quanto mais divulgarmos a causa, maior a nossa força de mobilização. Violência sexual é um tema delicado e que normalmente acontece de forma velada. Se ninguém falar do assunto, ninguém fica sabendo. Portanto denuncie, Faça Bonito, disque 100.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Praça dos Três Poderes - Câmara dos Deputados

Gabinete: Anexo IV, 4º andar, gabinete 416 

CEP: 70160-900 - Brasília - DF

Siga-nos

Criação e desenvolvimento Trademark Comunicação e Eliazar Ceccon

© 2018 - Todos os direitos reservados